Blog

China promove retomada gradual da produção industrial e projeta impulso para a economia mundial

Enquanto a China está lutando arduamente contra a doença do novo coronavírus (COVID-19), todos os setores do país estão se esforçando para retomar gradualmente o trabalho e a produção para minimizar as consequências socioeconômicas do surto.

A reunião realizada domingo em Beijing para avançar no trabalho de coordenação de prevenção e controle da COVID-19 e do desenvolvimento socioeconômico enviou um sinal claro: a China deve vencer as duas batalhas.

A situação epidêmica permanece sombria e complexa e agora é o momento mais crucial para conter a propagação. Por outro lado, a China deve liberar o enorme potencial e a poderosa força motriz de desenvolvimento e se esforçar para alcançar os objetivos e tarefas do desenvolvimento socioeconômico este ano.

É fato que a epidemia da COVID-19 está exercendo um impacto adverso no desenvolvimento socioeconômico da China. Algumas empresas no país estão no momento enfrentando dificuldades como escassez de mão-de-obra, logística lenta e falta de fundos na retomada da produção.

Os desafios da China também são do mundo. Os atrasos na produção da China podem desencorajar os fabricantes do exterior, pois eles sofrem com as interrupções temporárias na cadeia de suprimentos.

Mas é importante ver que o impacto do surto tem curta duração e no geral é gerenciável. Os fundamentos do sólido crescimento econômico da China a longo prazo permanecem inalterados.

A liderança chinesa está coordenando os esforços de toda a nação, incluindo o fortalecimento do papel regulatório das políticas macroeconômicas, a garantia do emprego, a continuação da tarefa de aliviar a pobreza, bem como a manutenção da estabilidade no comércio exterior e investimento.

Todas essas são áreas-chave em que a China deve se concentrar para colocar seu desenvolvimento socioeconômico de volta aos trilhos. E o kit de ferramentas políticas do governo vai dar conta do recado.

Adotando estratégias precisas e eficazes sob a liderança do Partido Comunista da China, o país está marchando rumo ao grande teste para seu sistema e capacidades de governança.

Progressos positivos estão sendo conquistados. As regiões com riscos relativamente baixos restaurarão de forma abrangente a ordem de produção e da vida da população. As com médio risco estão promovendo a retomada dos negócios de forma ordenada, enquanto as de alto risco continuam totalmente comprometidas a fazer um bom trabalho na prevenção e controle da epidemia.

Muitos fabricantes com financiamento estrangeiro, como a Airbus e a Honeywell, começaram a retomar o trabalho com base em suas condições. A epidemia não afetou sua confiança em investir e operar na China. É sábio e perspicaz manter a confiança e determinação em desenvolver-se na China e junto com a China.

O reinício da “Fábrica Mundial” e do “Mercado Mundial” reativará a cadeia industrial global, aliviará a pressão sobre a economia mundial e protegerá os interesses comuns da comunidade global.

É uma tarefa urgente que a comunidade internacional faça esforços conjuntos no combate à epidemia e forneça apoio ao crescimento constante do comércio internacional e do crescimento econômico.

Passo a passo, a resiliência da economia chinesa será demonstrada, um bom presságio para o crescimento global. O sucesso da China também é o sucesso do mundo.

Fonte: Comex do Brasil